O trabalho com a Cidade das Artes teve início em junho de 2018 e compreende a gestão de todas as frentes de geração de recursos do complexo cultural, incluindo os eventos. Na fase inicial, foi diagnosticado um desafio de identidade e posicionamento do espaço, tendo sido esse o alvo do primeiro planejamento da Levisky, que se desdobrou em diversas ações. Na sequência, foi desenvolvido o plano de sustentabilidade financeira, que conta com estratégias como a formação de um Comitê de Embaixadores, a abordagem de grandes parceiros para compor a programação e a venda de Naming Rights. A próxima etapa será focada na execução do plano e no acompanhamento dos resultados.